DESENVOLVIMENTO DE EQUIPAMENTO PARA AVALIAāŐO IN VITRO

DOS COMPORTAMENTOS MECŚNICO E ACÚSTICO DE PULMÕES

ISOLADOS DE ROEDORES

 

Coordenador do Projeto: Henrique Takachi Moriya

Pesquisadores-Colaboradores: Adriano Mesquita Alencar

Fernanda Degobbi T. Quirino dos Santos Lopes

Mílton de Arruda Martins

 

RESUMO

A avaliaćčo da mecČnica respiratória é bastante utilizada para avaliar o funcionamento dos pulmões de forma simples e de baixo custo, além de auxiliar no estudo e desenvolvimento de modelos animais de doenćas. Apesar das técnicas in vivo serem as mais empregadas na avaliaćčo da mecČnica respiratória de pequenos roedores, uma melhor forma de descrever a mecČnica respiratória periférica seria o emprego de técnicas in vitro em pulmões isolados. Nesse projeto, pretende-se implementar um equipamento capaz de realizar curvas quasi-estáticas de pressčo versus volume em pulmões isolados, monitorando, também, durante a insuflaćčo e a deflaćčo, os sons pulmonares. Pode-se ressaltar que nčo existe atualmente equipamento comercial capaz de realizar a avaliaćčo in vitro dos comportamentos mecČnico e acústico de pulmões isolados de roedores. Esse projeto intenciona nčo só o desenvolvimento da instrumentaćčo como também a parte teórica de análise e processamento dos dados experimentais obtidos. O sistema que pretendemos desenvolver é inovador para a compreensčo de diversos mecanismos e evolućčo de doenćas respiratórias em modelos animais.

 

OBJETIVOS

Desenvolver um equipamento capaz de simultaneamente realizar a avaliaćčo in vitro dos comportamentos mecČnico e acústico de pulmões isolados de roedores. Este equipamento será capaz de realizar uma curva P-V em um pulmčo isolado de roedor, monitorando-se ao mesmo tempo: o volume do pulmčo, sua pressčo interna e seus sons durante sua insuflaćčo e deflaćčo.

Propor novos modelos matemáticos que utilizem os dados obtidos pelo equipamento (pressčo, volume e características sonoras) para melhorar o entendimento do funcionamento dos pulmões de roedores em condićões normais e patológicas.